4 maneiras de fazer monitoramento inteligente nas cidades

17 jan 2020 WeSafer

A segurança pública é a segunda maior preocupação do brasileiro, segundo pesquisa do IBGE. Com o avanço da tecnologia, o videomonitoramento vem sendo aprimorado para ser grande aliado das autoridades para inibir e solucionar casos. O uso de inteligência artificial possibilita gerar providências, um apoio que ameniza a sensação de insegurança e perdas de bens patrimoniais.

As inovações tecnológicas, como o uso da inteligência artificial, já trazem avanços no controle de processos e sistemas de segurança para empresas privadas, e este conceito já chegou à segurança pública.

Conheça o case de sucesso do sistema de segurança aplicado na Bahia e como é possível trazer inteligência para segurança pública.

A segurança é uma grande preocupação dos brasileiros e a tecnologia pode minimizar isso

Reconhecimento facial

No final de 2019, um levantamento do Instituto Igarapé constatou que o Brasil tem 37 iniciativas que adotam tecnologias de reconhecimento facial, a maioria aplicadas na segurança pública.

O sistema coleta a imagem do indivíduo e um filtro verifica se o elemento da imagem é uma face ou não. Depois, é realizada uma padronização, na qual as pessoas são inseridas.

Em seguida, os traços e características do rosto são transformados em um conjunto de pontos, que são analisados. Esses dados coletados atuam com um identificador que associa a imagem a uma pessoa.

Em 2018, a popular festa de Carnaval da capital pernambucana foi monitorada com o uso de inteligência artificial pela primeira vez. A Secretaria de Defesa Social (SDS) do Estado, em parceria com a Avantia, utilizou analíticos de vídeo no circuito de câmeras que monitora a folia de momo em Olinda e no Galo da Madrugada. No total, cerca de 40 câmeras operaram conectadas com o software ao longo de todo o carnaval.

Áudiomonitoramento

O monitoramento de ambientes através do som gera alertas quando ocorre um evento importante que possa interferir na segurança, como disparos de armas de fogo, colisão de veículos, quebra de vidros, tentativas de arrombamento, entre outros.

videomonitoramento tradicional geralmente se resume a um ângulo restrito. Isso pode deixar uma área crucial desprotegida, não apenas contra ataques e roubos, mas deixa o ambiente sem controle de acidentes de trabalho, por exemplo. O monitoramento inteligente de áudio em 360º capta ruídos em todas as direções e leva o foco da câmera para o acontecimento, permitindo uma ação imediata e evitando que aquele ataque se torne uma perda.

A tecnologia do Áudio Alerta eleva a eficiência dos sistemas de segurança utilizando sensores de áudio para monitorar ambientes e detectar eventos como tiros, explosões e batidas.

A tecnologia do Áudio Alerta eleva a eficiência dos sistemas de segurança utilizando sensores de áudio para monitorar ambientes e detectar eventos como tiros, explosões e batidas.

Reconhecimento de placas

Um problema comum das grandes cidades é o roubo de veículos. Com o uso da inteligência artificial, um sistema de reconhecimento de placas permite que seja integrado ao banco de dados interno ou externo e é feita em qualquer velocidade – de acordo com a qualidade das câmeras.

Com um sistema de leitura e reconhecimento, é possível pesquisar por meio de data, hora, e placa os eventos para determinada localidade.

Comunidade de segurança

Uma outra forma de auxiliar a segurança pública é trazer as pessoas para participar do processo. Existe um projeto em desenvolvimento para preservar a segurança pessoal e coletiva, adotando medidas capazes de prevenir delitos, estabelecendo uma área vigiada pelos moradores, com apoio da PM.

A comunidade de segurança desenvolvida pela Avantia auxilia os cidadãos, governo e empresas públicas e privadas no combate à insegurança. Nela, serão utilizadas diversas tecnologias que serão empregadas de maneira inovadora, permitindo ações eficientes e eficazes contra a criminalidade.

A plataforma foi criada com o objetivo de unir empresas e pessoas através de um ecossistema colaborativo com software e serviços, e permitirá visualizar câmeras, alertas de crimes emitidos pelos cidadãos; consultar alertas de ocorrências reportados por analíticos de vídeo nas imagens geradas pelas câmeras com o uso de deep learning (IA), entre outras funcionalidades.

Estudo de caso: Projeto de segurança pública inteligente na Bahia

No estado da Bahia, por exemplo, houve grande progresso no sistema público de segurança com o uso de tecnologia. A busca era por soluções que diminuíssem os índices criminais no País.

O projeto de inteligência para segurança pública na Bahia teve início em 2012, e hoje é o maior centro de operações policiais da América do Sul.

Foram integradas todas as fontes de informação, como 190, o Disque-Denúncia, o videomonitoramento e a interceptação telefônica para adotar uma estratégia mais rápida para tratamento das ocorrências públicas.

Houve uma redução no tempo de resposta em 20% e o registro de 8 mil chamadas atendidas por dia. O projeto contempla 22 Centros integrados de Comunicação que atendem a capital e região metropolitana, e cada centro atende 20 cidades.

O sistema integrado de comando e controle permite que todo o aparato estatal voltado para segurança pública e defesa civil atue de maneira integrada. Assim, foram incorporadas às câmeras sistemas de análise e inteligência para tornar o parque ainda mais eficaz.

Reconhecimento facial e de placas veiculares, vídeo situacional e sinótico foram algumas das tecnologias aplicadas nas 1 mil câmeras instaladas em Salvador e região metropolitana.

Conheça mais das soluções que podemos oferecer e amplie sua visão sobre tecnologia e segurança.

Quero saber mais!

Encontre a opção ideal de monitoramento para sua empresa. Entre em contato com a Avantia.

Assine nossa newsletter

Close Bitnami banner
Bitnami